9 de ago de 2010

COMTEMPLAÇÃO

02/12/01

Sei que as palavras são prata
e o silêncio tem o valor do ouro
deixe-me no entanto presentear-te
com meu silêncio e esta flor
e se não for pedir-te demais
retribua-me apenas com um sorriso
para que este meu coração partido
possa descansar tranquilo, e no meu sono
conturbado quase sempre
queira eu sonhar com anjos
e o calor do teu olhar
pois para um poeta é mais caro
o carinho de um gesto
que a ilusão de comtemplar!

Nenhum comentário:

Postar um comentário