9 de ago de 2010

HOJE, PARECE-ME UM BELO DIA...

15/10/01

Hoje, parece-me um belo dia
para marcar um encontro com a morte
e faltar.
Talvez ela, num instante de fúria
reúna todas as suas forças, e num impulso
fulminate, alcance a todos em sua volta
devido a frustração de não ter-me
Hoje, parece um belo dia para não se viver
esconder-se dentro dum casulo
usar a hipocrisia e a intolerância como escudo
e castigar o mundo.
E quem sabe se num momento de euforia
toda minha lucidez não se manifestaria
fazendo recuar a escuridão.
Hoje parece um belo dia para sonhar
deitar-se com a morte sobre lençóis de cetim
deixar a vida esvair-se aos poucos com seus
beijos, sugar seus seios, sonhos e mais sonhos
e depois acordar, refeito, rejuvenescido,
esquecido dos m edos e desejos passados
ser seu amante incansável e viver para ver
outro belo dia, para marcar um encontro
com a morte, viajar entre os mundos,
sentir-se eterno,
tenho-te comigo oh morte!
A consorte inseparável!
Hoje é um belo dia...

Nenhum comentário:

Postar um comentário